Como Investir no Panamá

Publicado por Javier Ricardo


A economia do Panamá é a terceira maior economia da América Central, depois da Guatemala e da Costa Rica, com um produto interno bruto de cerca de US $ 47,9 bilhões em 2014. Enquanto uma desaceleração no comércio global levou a uma contração de 6,6% no produto interno bruto (“PIB” ) em 2014, o país permanece bem posicionado no longo prazo com sua economia dolarizada e propriedade estratégica do Canal do Panamá.


Neste artigo, daremos uma olhada em alguns dos benefícios e riscos associados ao investimento no Panamá, bem como algumas estratégias para os investidores comprarem ações e imóveis no país.


Benefícios e riscos de investir no Panamá


O Panamá se tornou um dos países mais estáveis ​​da América Central, após sua história um tanto tumultuada.
O país agora abriga uma das vias navegáveis ​​mais importantes do mundo – o Canal do Panamá – bem como uma economia baseada em serviços bastante sólida. Como resultado, o país tem sido um pilar de sucesso econômico na região e um importante destino de investimentos internacionais.


Os benefícios de investir no Panamá incluem:

  • Sistema jurídico sólido . O sistema jurídico do Panamá foi desenvolvido para apoiar o investimento estrangeiro. Por exemplo, o artigo 44 de sua constituição garante a proteção da propriedade privada de bens imóveis e investimentos privados.
  • Economia forte . A economia do Panamá teve uma média de crescimento anual do PIB de 8% nos últimos cinco anos, de acordo com um relatório do HSBC de abril de 2012, tornando-o uma das economias de crescimento mais rápido da região, apesar da recente desaceleração do comércio global.


Os riscos de investir no Panamá incluem:

  • Dependência do comércio global . A desaceleração global pode prejudicar a economia do país, dada sua dependência do Canal do Panamá, embora os projetos de infraestrutura e sua economia doméstica o tenham protegido em grande parte da desaceleração atual de 2008.
  • Questões políticas . Embora a economia do Panamá seja relativamente estável em relação a outras na América Central, o país ainda luta contra a corrupção política e outras questões que podem causar redução da confiança por parte dos investidores.

Investindo no mercado imobiliário do Panamá


O Panamá é mais conhecido pelos investidores por seu próspero mercado imobiliário.
O boom imobiliário do país foi impulsionado em grande parte pelo Canal do Panamá, juntamente com a construção na Zona Franca do Panamá Pacífico. Além disso, a construção de um novo sistema de metrô de US $ 1,5 bilhão deve estimular ainda mais o mercado nos próximos anos, tornando o transporte mais fácil.


O mercado também se beneficiou do turismo, que responde por uma parcela significativa de sua economia de serviços.
De acordo com o Ministério do Turismo, o número de turistas que visitaram o Panamá aumentou 43% durante os quatro anos entre 2006 e 2010. Além disso, o país espera ver mais de 2,1 milhões de turistas em 2012, em comparação com cerca de 1,7 milhão em 2010.


Os investidores interessados ​​em capitalizar neste mercado podem encontrar muitas empresas imobiliárias sediadas no Panamá, bem como escritórios de advocacia especializados em transações imobiliárias.
Dadas as diferenças nas leis imobiliárias, em comparação com os Estados Unidos, os investidores são incentivados a buscar a ajuda de um profissional antes de concluir qualquer transação.

Investir na Bolsa de Valores do Panamá


O mercado de ações do Panamá – Bolsa de Valores de Panama – também teve bastante sucesso nos últimos anos.
Em 2011, a bolsa de valores tinha apenas 22 empresas registradas que negociam suas ações publicamente, mas o valor combinado dessas empresas era de aproximadamente US $ 2,64 bilhões, um aumento de 61,35% em relação aos níveis de 2009 da bolsa.


Os investidores que desejam negociar essas ações individuais podem considerar American Depositary Receipts (“ADRs”) ou contas de corretagem no exterior que permitem a negociação diretamente em bolsas estrangeiras.


Infelizmente, não existem fundos negociados em bolsa (ETFs) que ofereçam mais de 2% de exposição a empresas panamenhas.
O ETF mais próximo é o Fundo AlphaDEX Industrials / Producer Durables (FXR), que tem peso de 1,72% no Panamá. Como resultado, os investidores podem ser forçados a investir diretamente na bolsa de valores panamenha.

Recursos para investir no Panamá


Os investidores que desejam investir no mercado imobiliário ou de ações do Panamá devem consultar profissionais licenciados antes de prosseguir.
No entanto, os canais oficiais também oferecem conselhos práticos e orientação para todos os investidores que desejam saber mais.


Aqui estão alguns recursos para começar:

  • Bolsa de Valores do Panamá
  • Export.gov Visão geral do Panamá

The Bottom Line


O Panamá continua sendo um destino importante para investidores internacionais que buscam uma economia estável e bem posicionada para capitalizar o comércio global.
Embora a economia tenha sofrido nos últimos anos, as perspectivas de longo prazo continuam boas para os investidores que consideram ações ou imóveis. Apesar desses pontos fortes, os investidores devem considerar cuidadosamente os riscos associados ao país antes de investir, especialmente sua dependência do comércio global para o crescimento do PIB.