Definição do setor de bens de consumo

Publicado por Javier Ricardo - 14 fevereiro, 2021

O que é o setor de bens de consumo?


O setor de bens de consumo é uma categoria de ações e empresas relacionadas a itens adquiridos por indivíduos e famílias, em vez de fabricantes e indústrias.
Essas empresas fabricam e vendem produtos que se destinam ao uso direto dos compradores, para seu próprio uso e desfrute. Este setor inclui empresas ligadas à produção de alimentos, produtos embalados, roupas, bebidas, automóveis e eletrônicos.


Principais vantagens

  • O setor de bens de consumo consiste em empresas que fabricam e vendem produtos para uso do consumidor. 
  • Marketing, publicidade e diferenciação de marca são considerações fundamentais para a estratégia de negócios neste setor.
  • As tendências tecnológicas são uma força poderosa em todos os aspectos do setor de bens de consumo.

Entendendo o Setor de Bens de Consumo


Os bens de consumo podem ser amplamente categorizados como duráveis ​​ou não duráveis, e o setor geral de bens de consumo pode ser dividido em muitos setores diferentes.
Enquanto alguns tipos de produtos, como alimentos, são necessários, outros, como automóveis, são considerados itens de luxo. Em geral, quando a economia está crescendo, a demanda do consumidor cresce e o setor verá um aumento na demanda por produtos de ponta. Quando a demanda do consumidor diminui, há um aumento da demanda relativa por produtos de valor.


Muitas empresas do setor de bens de consumo dependem fortemente da publicidade e da diferenciação de marcas.
O desempenho no setor de bens de consumo depende muito do comportamento do consumidor. Desenvolver novos sabores, modas e estilos e comercializá-los para os consumidores é uma prioridade.


A tecnologia moderna da Internet teve um impacto enorme e contínuo no setor de bens de consumo.
As formas como os produtos são fabricados, distribuídos, comercializados e vendidos evoluíram dramaticamente nas últimas décadas.

Subsetores


O setor de bens de consumo inclui uma ampla gama de indústrias variadas.
Tudo o que os consumidores compram e usam pode se enquadrar nessa categoria, portanto, entender como suas diferentes características podem afetar o desempenho do setor pode ser importante. Em termos gerais, esse setor pode ser dividido em bens duráveis ​​e não duráveis. Muitos bens não duráveis ​​podem ser considerados bens de consumo de movimento rápido, que são bens embalados com alto volume de vendas, giro rápido de estoque e, muitas vezes, vida útil curta, como alimentos. Os bens duráveis ​​incluem muitos bens de consumo caros, como carros, eletrodomésticos e eletrodomésticos. 

Marketing e Branding


Marketing, publicidade e diferenciação de marca são considerações essenciais para empresas do setor de bens de consumo.
Muitas empresas do setor de bens de consumo enfrentam uma série de concorrentes próximos, produtos substitutos e rivais em potencial. A concorrência em preço e qualidade costuma ser acirrada, portanto a identificação e a diferenciação da marca são essenciais para o desempenho das empresas do setor de bens de consumo. 

Tecnologia


O avanço tecnológico está no centro das tendências da indústria do setor de bens de consumo.
O avanço tecnológico revolucionou as cadeias de suprimentos, o marketing e os próprios produtos desse setor. Cadeias de suprimentos contínuas e interconectadas estão gerando eficiências operacionais. Usando novas tecnologias, muitas empresas do setor de bens de consumo estão se envolvendo com os consumidores de maneiras mais diretas e inovadoras. Os consumidores pesquisam, compram e se envolvem com marcas digitalmente, e as empresas desse setor devem levar isso em consideração em suas estratégias. A participação do consumidor nas marcas foi além de apenas comprar e consumir os produtos, com feedback contínuo do consumidor e acesso sob demanda aos dados do consumidor em tempo real. Conectividade e interoperabilidade de produtos de consumo tornaram-se pontos de venda importantes para as empresas desse setor.