O que devo usar como referência para meu portfólio de ações de pequena capitalização?

Publicado por Javier Ricardo


Ao criar uma carteira de ações, é importante ter uma referência com a qual você possa comparar seus retornos.
A comparação com um benchmark permite que um investidor avalie com precisão o desempenho real de seu portfólio. Por exemplo, um retorno anual do portfólio de 15% pode parecer substancial, mas se o benchmark do portfólio atingir um retorno anual de 20% no mesmo período de tempo, o retorno de 15% pode na verdade ser menos que o ideal.


A melhor maneira de encontrar um benchmark adequado para sua carteira é procurar um índice composto por ações semelhantes às de sua carteira.
Portanto, embora o Dow Jones Industrial Index (DJIA) seja um dos índices mais famosos, não é um índice de pequena capitalização e não deve ser comparado com uma carteira de pequena capitalização. Um dos melhores índices para usar como referência para o desempenho de pequenas empresas é o Russell 2000.


O índice Russell 2000 foi criado pela Frank Russell Company e é composto por aproximadamente 2.000 empresas de pequena capitalização.
Essas empresas são ações dos Estados Unidos provenientes de uma ampla variedade de setores. A capitalização de mercado média de uma empresa Russell 2000 é de US $ 2,48 bilhões, e o retorno total anual médio do índice nos últimos 10 anos foi de 9,85%.



Outro índice que pode ser usado para avaliar os retornos de uma carteira de pequena capitalização é o Standard & Poor’s SmallCap 600 Index.
O índice é menor do que o Russell 2000, com apenas cerca de 600 ações. O tamanho médio de uma empresa neste índice é de aproximadamente US $ 1,30 bilhão, e o índice produziu um retorno anual total médio de 10,39% nos últimos 10 anos.



Junto com os benchmarks de índices, os investidores também podem usar uma variedade de fundos mútuos voltados para a pequena capitalização para comparar seus retornos.
Muitos fundos mútuos administrados por várias empresas se concentram no segmento de pequena capitalização do mercado. No entanto, ao decidir qual fundo seria mais bem utilizado como referência, o investidor deve primeiro ler a estratégia de investimento do fundo para garantir que a comparação seja precisa.