Por que os acionistas precisam de demonstrações financeiras?

Publicado por Javier Ricardo


As demonstrações financeiras fornecem um instantâneo da saúde financeira de uma empresa em um determinado momento, dando uma visão sobre seu desempenho, operações, fluxo de caixa e condições gerais.
Os acionistas precisam que eles tomem decisões informadas sobre seus investimentos de capital, especialmente quando chega a hora de votar em questões corporativas.


Existem várias ferramentas à disposição dos acionistas para fazer essas avaliações patrimoniais.
Para tomar decisões melhores, é importante que eles analisem seus estoques usando uma variedade de medidas, ao invés de apenas algumas. Algumas das métricas disponíveis incluem índices de lucratividade, índices de liquidez, índices de dívida, índices de eficiência e índices de preços.


Principais vantagens

  • As demonstrações financeiras fornecem um instantâneo da saúde financeira de uma empresa, dando uma visão sobre seu desempenho, operações e fluxo de caixa.
  • As demonstrações financeiras são essenciais, pois fornecem informações sobre as receitas, despesas, lucratividade e dívidas de uma empresa.
  • A análise do índice financeiro envolve a avaliação de itens de linha nas demonstrações financeiras para comparar os resultados com períodos anteriores e concorrentes.

Compreendendo a necessidade de demonstrações financeiras


As demonstrações financeiras são os registros financeiros que mostram a atividade comercial e o desempenho financeiro de uma empresa.
As empresas são obrigadas a relatar suas demonstrações financeiras trimestralmente e anualmente pela US Securities and Exchange Commission (SEC). A SEC monitora os mercados e as empresas para garantir que todos cumpram as mesmas regras e que os mercados funcionem com eficiência. Existem diretrizes específicas exigidas pela SEC ao emitir relatórios financeiros para que os investidores possam analisar e comparar facilmente uma empresa com outra. 


As demonstrações financeiras são importantes para os investidores porque podem fornecer informações enormes sobre as receitas, despesas, lucratividade, endividamento de uma empresa e a capacidade de cumprir suas obrigações financeiras de curto e longo prazo.
Existem três demonstrações financeiras principais.

Balanço patrimonial


O balanço patrimonial mostra os ativos de uma empresa (o que ela possui), passivos (o que deve) e o patrimônio líquido (ou propriedade) em um determinado momento. 

Declaração de renda


A demonstração de resultados relata a receita gerada pelas vendas, as despesas operacionais envolvidas na criação dessa receita, bem como outros custos, como impostos e despesas com juros sobre qualquer dívida no balanço patrimonial.
O valor líquido ou o resultado final da demonstração do resultado é o lucro líquido ou o lucro do período. O lucro líquido é a receita menos todos os custos de fazer negócios. 

Demonstração do fluxo de caixa


A demonstração do fluxo de caixa (CFS) mede o caixa gerado em um período, incluindo todas as transações que foram adicionadas ou subtraídas do caixa.
O fluxo de caixa é importante porque mostra quanto dinheiro está disponível para cumprir obrigações de curto prazo, investir na empresa ou pagar dividendos aos acionistas. Os dividendos são normalmente pagamentos em dinheiro aos acionistas como um bônus pelo investimento da empresa. 

Índices financeiros


Os índices financeiros ajudam os investidores a decompor a enorme quantidade de dados financeiros relatados pelas empresas.
Um índice é meramente uma métrica para ajudar a analisar os dados e fazer comparações úteis com outras empresas e outros períodos de relatório.


A análise de índice financeiro analisa itens de linha financeiros específicos nas demonstrações financeiras de uma empresa para fornecer uma visão sobre o desempenho da empresa.
Os índices determinam a lucratividade, o endividamento de uma empresa, a eficácia da gestão e a eficiência operacional.


É importante considerar que os resultados dos índices financeiros costumam ser interpretados de forma diferente pelos investidores.
Embora a análise do índice financeiro forneça insights sobre uma empresa, eles devem ser usados ​​em conjunto com outras métricas e avaliados em relação ao cenário econômico geral. Abaixo estão alguns dos índices financeiros mais comuns que os investidores usam para interpretar as demonstrações financeiras de uma empresa.

Índices de lucratividade


Os índices de lucratividade são um grupo de métricas financeiras que mostram quão bem uma empresa gera receitas em comparação com suas despesas associadas.
No entanto, os investidores devem tomar cuidado para não fazer uma comparação geral. Em vez disso, eles terão uma noção melhor do desempenho de uma empresa comparando índices de um período semelhante. Por exemplo, comparar o quarto trimestre deste ano com o mesmo trimestre do ano passado renderá um resultado melhor.

Retorno sobre o patrimônio líquido


O retorno sobre o patrimônio líquido, ou ROE, é um índice de lucratividade comum usado por muitos investidores para calcular a capacidade de uma empresa de gerar receita com o patrimônio líquido ou investimentos.
As empresas emitem ações para levantar capital e usar o dinheiro para investir na empresa. O patrimônio líquido é o valor que seria devolvido aos acionistas se os ativos de uma empresa fossem liquidados e todas as dívidas liquidadas. Quanto maior o retorno ou ROE, melhor o desempenho da empresa, pois gerou mais dinheiro por cada dólar de investimento na empresa.

Margem Operacional


A margem de lucro operacional avalia a eficiência do desempenho financeiro principal de uma empresa.
A receita operacional é a receita gerada pelas principais operações de negócios de uma empresa. Embora a margem operacional seja o lucro das operações principais, ela não inclui despesas como impostos e juros sobre dívidas.


Como resultado, a margem operacional fornece uma visão de quão bem a administração de uma empresa está administrando a empresa, uma vez que exclui quaisquer ganhos devido a eventos acessórios ou exógenos.
Por exemplo, uma empresa pode vender um ativo ou uma divisão e gerar receita, o que aumentaria os ganhos. A margem operacional excluiria essa venda. Em última análise, o lucro operacional é a parte da receita que pode ser usada para pagar os acionistas, credores e impostos.

Rácios de liquidez


Os índices de liquidez ajudam os acionistas a determinar quão bem uma empresa administra seu fluxo de caixa e dívidas de curto prazo sem a necessidade de levantar qualquer capital extra de fontes externas, como uma oferta de dívida.

Relação atual


O rácio de liquidez mais utilizado é o rácio corrente, que reflecte o activo corrente dividido pelo passivo, dando aos accionistas uma ideia da eficiência da empresa na utilização de activos de curto prazo para cobrir passivos de curto prazo.
Os ativos de curto prazo incluiriam dinheiro e contas a receber, que é o dinheiro devido à empresa pelos clientes. Por outro lado, o passivo circulante incluiria estoque e contas a pagar, que são dívidas de curto prazo devidas pela empresa a fornecedores.


Índices correntes mais elevados são uma boa indicação de que a empresa administra bem seus passivos de curto prazo e gera caixa suficiente para conduzir suas operações sem problemas.
O índice atual geralmente mede se uma empresa pode pagar suas dívidas em um período de 12 meses. Também pode ser útil para fornecer aos acionistas uma ideia da capacidade que uma empresa possui para gerar caixa quando necessário.

Índices de dívida


Os índices de endividamento indicam a situação de endividamento de uma empresa e se ela pode administrar sua dívida pendente, bem como os custos do serviço da dívida, como juros.
A dívida inclui fundos emprestados de bancos, mas também títulos emitidos pela empresa.


Os títulos são comprados por investidores onde as empresas recebem o dinheiro dos títulos antecipadamente.
Quando os títulos vencem – chamada de data de vencimento – a empresa deve reembolsar o valor emprestado. Se uma empresa tiver muitos títulos com vencimento em um determinado período ou época do ano, pode não haver caixa suficiente sendo gerado para pagar os investidores. Em outras palavras, é importante saber que uma empresa pode pagar os juros devidos sobre sua dívida, mas também deve ser capaz de cumprir suas obrigações de vencimento de títulos.

Índice dívida / patrimônio líquido


O índice dívida / patrimônio líquido mede a quantidade de alavancagem financeira de uma empresa, que é calculada dividindo o passivo total pelo patrimônio líquido.
Um alto índice dívida / patrimônio indica que uma empresa financiou vigorosamente seu crescimento com dívidas. No entanto, é importante comparar os índices de endividamento em relação ao patrimônio líquido de empresas do mesmo setor. Algumas indústrias são mais endividadas, pois precisam comprar equipamentos ou ativos caros, como empresas de manufatura. Por outro lado, outras indústrias podem ter poucas dívidas, como empresas de software ou marketing.

Taxa de cobertura de juros


O índice de cobertura de juros mede a facilidade com que uma empresa lida com os juros de sua dívida pendente.
Um índice de cobertura de juros mais baixo é uma indicação de que a empresa está fortemente sobrecarregada com despesas de dívidas.

Índices de Eficiência


Os índices de eficiência mostram como as empresas gerenciam ativos e passivos internamente.
Eles medem o desempenho de curto prazo de uma empresa e se ela pode gerar receita usando seus ativos.

Giro de Estoque


A relação de estoque ou giro de ativos revela o número de vezes que uma empresa vende e substitui seu estoque em um determinado período.
Os resultados desta relação devem ser usados ​​em comparação com as médias da indústria. Valores de razão baixos indicam vendas baixas e estoque excessivo e, portanto, excesso de estoque. Valores altos de proporção geralmente indicam vendas fortes e boa gestão de estoque.

Índices de Avaliação


Os índices de preços se concentram especificamente no preço das ações de uma empresa e em seu valor percebido no mercado.
O índice preço / lucro (ou P / L) é uma métrica de avaliação que compara o preço atual da ação de uma empresa com seu lucro por ação. Valores de P / L mais altos indicam que os investidores esperam um crescimento futuro contínuo dos lucros. No entanto, um P / L muito alto pode indicar que o preço da ação está muito alto em relação aos ganhos ou lucros gerados. Os investidores usam o índice P / L para avaliar se o preço das ações está razoavelmente valorizado, sobrevalorizado ou subvalorizado.


O índice P / L é mais útil quando comparado aos P / L históricos da mesma empresa e empresas do mesmo setor.

Dividend Yield


O índice de rendimento de dividendos mostra o valor em dividendos que uma empresa paga anualmente em relação ao preço de suas ações.
O rendimento de dividendos fornece aos investidores o retorno sobre o investimento apenas com os dividendos. Os dividendos são importantes porque muitos investidores, incluindo aposentados, procuram investimentos que proporcionem rendimentos estáveis. A receita de dividendos pode ajudar a compensar, pelo menos em parte, as perdas que podem ocorrer por possuir as ações. Essencialmente, o índice de rendimento de dividendos é uma medida para a quantidade de fluxo de caixa recebido para cada dólar investido em capital.

The Bottom Line


Não há um indicador que avalie adequadamente a posição financeira e o crescimento potencial de uma empresa.
É por isso que as demonstrações financeiras são tão importantes para os acionistas e analistas de mercado. Essas métricas (junto com muitas outras) podem ser calculadas usando os números divulgados por uma empresa em suas demonstrações financeiras.