Quais são algumas vantagens de levantar capital por meio de colocação privada?

Publicado por Javier Ricardo


As pequenas empresas enfrentam o desafio constante de levantar capital acessível para financiar operações comerciais.
O financiamento de capital vem em uma ampla variedade de formas, incluindo capital de risco, uma oferta pública inicial, empréstimos comerciais e colocação privada. As empresas estabelecidas podem escolher o caminho de uma oferta pública inicial para levantar capital por meio da venda de ações da empresa. No entanto, essa estratégia pode ser complexa e cara e pode não ser adequada para empresas menores e menos estabelecidas.


Como alternativa a uma oferta pública inicial, as empresas que desejam oferecer ações aos investidores podem concluir um investimento de colocação privada.
Essa estratégia permite que uma empresa venda ações da empresa para um grupo seleto de investidores de forma privada, em vez de para o público. A colocação privada tem vantagens sobre outros métodos de financiamento de capital, incluindo requisitos regulatórios menos onerosos, custo e tempo reduzidos e a capacidade de permanecer uma empresa privada.

Requisitos regulamentares para colocação privada


Quando uma empresa decide emitir ações de uma oferta pública inicial, a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos exige que a empresa cumpra uma longa lista de requisitos.
Relatórios financeiros detalhados são necessários assim que uma oferta pública inicial é emitida, e qualquer acionista deve poder acessar as demonstrações financeiras da empresa a qualquer momento. Essas informações devem fornecer divulgação suficiente aos investidores para que possam tomar decisões de investimento informadas.


As colocações privadas são oferecidas a um pequeno grupo de investidores selecionados, em vez do público.
Portanto, as empresas que utilizam esse tipo de financiamento não precisam cumprir as mesmas normas de divulgação e divulgação. Em vez disso, os negócios de financiamento de colocação privada estão isentos dos regulamentos da SEC sob o Regulamento D. Há menos preocupação da SEC em relação ao nível de conhecimento de investimento dos investidores participantes porque investidores mais sofisticados (como fundos de pensão, empresas de fundos mútuos e seguradoras) compram o maioria das ações de colocação privada.

Custo e tempo economizados


Negócios de financiamento de ações, como ofertas públicas iniciais e capital de risco, muitas vezes levam tempo para configurar e finalizar.
Existem extensos processos de verificação da SEC e das empresas de capital de risco que as empresas que buscam esse tipo de capital devem cumprir antes de receberem fundos. A conclusão de todos os requisitos necessários pode levar até um ano, e os custos associados a isso podem ser um fardo para os negócios.


A natureza de uma colocação privada torna o processo de financiamento muito menos demorado e muito menos oneroso para a empresa receptora.
Como nenhum registro de títulos é necessário, menos taxas legais são associadas a essa estratégia em comparação com outras opções de financiamento. Além disso, o menor número de investidores no negócio resulta em menos negociação antes de a empresa receber o financiamento.

Privado significa privado


O maior benefício para uma colocação privada é a capacidade da empresa de permanecer uma empresa privada.
A isenção ao abrigo do Regulamento D permite que as empresas levantem capital, mantendo os registros financeiros privados, em vez de divulgar informações trimestralmente ao público comprador. Uma empresa que obtém investimento por meio de colocação privada também não precisa abrir mão de um cargo no conselho de administração ou de uma posição de gestão para o grupo de investidores. Em vez disso, o controle sobre as operações de negócios e gestão financeira permanece com o proprietário, ao contrário de um negócio de capital de risco.