Varejo eletrônico (E-tailing)

Publicado por Javier Ricardo - 7 octubre, 2021

O que é varejo eletrônico (E-tailing)?


O varejo eletrônico (E-tailing) é a venda de bens e serviços pela Internet.
O e-tailing pode incluir vendas de produtos e serviços business-to-business (B2B) e business-to-consumer (B2C).


O e-tailing exige que as empresas ajustem seus modelos de negócios para capturar vendas pela Internet, o que pode incluir a construção de canais de distribuição, como depósitos, páginas da Web na Internet e centros de remessa de produtos.


Notavelmente, canais de distribuição fortes são essenciais para o varejo eletrônico, pois são os caminhos que levam o produto ao cliente.


Principais vantagens

  • O varejo eletrônico é a venda de bens e serviços por meio da Internet.
  • O e-tailing pode incluir vendas de produtos e serviços business-to-business (B2B) e business-to-consumer (B2C).
  • Amazon.com (AMZN) é de longe o maior varejista online que fornece produtos de consumo e assinaturas por meio de seu site.
  • Muitas lojas tradicionais de tijolo e argamassa estão investindo em e-tailing por meio de seus sites.

Como funciona o varejo eletrônico (E-tailing)


O varejo eletrônico inclui uma ampla gama de empresas e setores.
No entanto, existem semelhanças entre a maioria das empresas de varejo eletrônico que incluem um site envolvente, estratégia de marketing online, distribuição eficiente de produtos ou serviços e análise de dados do cliente.


O e-tailing bem-sucedido exige uma marca forte.
Os sites devem ser envolventes, de fácil navegação e atualizados regularmente para atender às demandas em constante mudança dos consumidores. Produtos e serviços precisam se destacar das ofertas dos concorrentes e agregar valor à vida dos consumidores. Além disso, as ofertas de uma empresa devem ter preços competitivos para que os consumidores não favoreçam um negócio em detrimento de outro apenas com base nos custos.


Os varejistas eletrônicos precisam de redes de distribuição fortes, rápidas e eficientes.
Os consumidores não podem esperar longos períodos pela entrega de produtos ou serviços. A transparência nas práticas de negócios também é importante, para que os consumidores confiem e permaneçam fiéis à empresa.


Existem muitas maneiras pelas quais as empresas podem obter receita online.
Obviamente, a primeira fonte de receita é a venda de seus produtos aos consumidores ou empresas. No entanto, tanto as empresas B2C quanto B2B poderiam obter receita vendendo seus serviços por meio de um modelo baseado em assinatura, como o Netflix (NFLX), que cobra uma taxa mensal pelo acesso ao conteúdo de mídia.


A receita também pode ser obtida por meio de publicidade online.
Por exemplo, o Facebook (FB) obtém receita de anúncios colocados em seu site por empresas que procuram vender para usuários do Facebook.

Tipos de varejo eletrônico (E-tailing)

E-Tailing Business-to-Consumer (B2C)


O varejo business-to-consumer é o mais comum de todas as empresas de comércio eletrônico e o mais familiar para a maioria dos usuários da Internet.
Este grupo de varejistas inclui empresas que vendem produtos acabados ou produtos aos consumidores on-line diretamente por meio de seus sites. Os produtos podem ser despachados e entregues do depósito da empresa ou diretamente do fabricante. Um dos principais requisitos de um varejista B2C de sucesso é manter boas relações com o cliente.

E-tailing Business-to-Business (B2B)


O varejo business-to-business envolve empresas que vendem para outras empresas.
Esses varejistas incluem consultores, desenvolvedores de software, freelancers e atacadistas. Os atacadistas vendem seus produtos a granel de suas fábricas para as empresas. Essas empresas, por sua vez, vendem esses produtos aos consumidores. Em outras palavras, uma empresa B2B, como um atacadista, pode vender produtos para uma empresa B2C.

Vantagens e desvantagens do varejo eletrônico (E-tailing)


O e-tailing inclui mais do que apenas empresas de comércio eletrônico.
Cada vez mais as lojas tradicionais estão investindo no e-tailing. Os custos de infraestrutura são mais baixos com o varejo eletrônico em comparação com a operação de lojas físicas.


As empresas podem mover produtos mais rapidamente e alcançar uma base de clientes maior online do que com os locais físicos tradicionais.
O e-tailing também permite que as empresas fechem lojas não lucrativas e mantenham as lucrativas.


As vendas e check-out automatizados reduzem a necessidade de pessoal.
Além disso, os sites custam menos do que as lojas físicas para abrir, organizar e manter. O e-tailing reduz as despesas de publicidade e marketing, pois os clientes podem encontrar as lojas por meio de mecanismos de pesquisa ou mídia social. A análise de dados é como ouro para os varejistas eletrônicos.


O comportamento de compra do consumidor pode ser rastreado para determinar hábitos de consumo, visualizações de página e duração do envolvimento com um produto, serviço ou página do site.
A análise de dados eficaz pode diminuir as vendas perdidas e aumentar o envolvimento do cliente, o que pode levar ao aumento da receita.


Existem desvantagens em executar uma operação de e-tailing.
Criar e manter um site de e-tailing, embora menos caro do que um local de varejo tradicional, pode ser caro. Os custos de infraestrutura podem ser substanciais se armazéns e centros de distribuição precisarem ser construídos para armazenar e despachar os produtos. Além disso, recursos adequados são necessários para lidar com devoluções online e disputas de clientes.


Além disso, o e-tailing não fornece a experiência de compra emocional que as lojas físicas podem oferecer.
As compras emocionais geralmente resultam em gastos do consumidor. O e-tailing não dá ao consumidor a experiência de compra – onde os consumidores seguram, cheiram, sentem ou experimentam os produtos – antes de comprá-los. O atendimento personalizado ao cliente também pode ser uma vantagem para as lojas físicas, que podem incluir serviços de compras pessoais.

Exemplos do mundo real


Amazon.com (AMZN) é o maior varejista on-line que fornece produtos de consumo e assinaturas por meio de seu site.
O site da Amazon mostra que a empresa gerou mais de US $ 280 bilhões em receita em 2019, enquanto postou mais de US $ 11,6 bilhões em lucro ou receita líquida.
 Outros varejistas eletrônicos que operam exclusivamente online e competem com a Amazon incluem Overstock.com e JD.com.


Alibaba Group (BABA) é o maior varejista eletrônico da China, que opera um negócio de comércio online em toda a China e internacionalmente.
O Alibaba adotou um modelo de negócios que não apenas inclui o comércio B2C e B2B, mas também conecta exportadores chineses a empresas em todo o mundo que desejam comprar seus produtos.


O programa rural Taobao da empresa ajuda consumidores rurais e empresas na China a vender produtos agrícolas para aqueles que vivem em áreas urbanas.
Para o ano fiscal de 2020, o Alibaba gerou quase US $ 72 bilhões em receita anual, enquanto registrou pouco menos de US $ 19,8 bilhões em lucro.


Ler  17 dicas inteligentes sobre como liquidar rapidamente o estoque da loja de varejo